Viagem a Paris: preço

Vamos convir: viajar para Paris não é barato. Mas está bem mais acessível que há 10 anos. Não é à toa que um amigo meu, morador da cidade de Paris, França, observou que o afluxo de turistas é cada vez maior. A fila para subir na Torre Eiffel é cada vez mais longa, a cada dia. De qualquer maneira, temos a primeira preocupação de quem vai fazer uma viagem a Paris: preço. Nem todo o mundo tem a previdência de conseguir uma passagem para Paris grátis (tem gente que só vai se preocupar se precisa de visto ou não na última hora). No momento em que tive a ideia de viajar a Paris, dei um jeito de adquirir um bom cartão de crédito vinculado a um plano de fidelidade de uma companhia aérea.

Quanto pode sair essa brincadeira?

Bem, posso falar de minha experiência de viagem para Paris e minhas dicas sobre a estada em Paris, que foi de 15 dias. E, em 15 dias, há muito sobre o que falar e o que fazer em Paris.

Viagem Paris: preço da experiência

Fiz uma rápida pesquisa e a passagem de ida e volta, no mínimo, custaria R$ 2500. Uns mil e poucos dólares, mais taxas de embarque e tudo o mais: esse custo, ao menos, não tive. No máximo, poderia contar a anuidade do cartão que, por ser tão bom, pagando duas milhas por dólar gasto, custa cerca de R$ 300 ao ano.

O hotel em que fiquei foi um Ibis no 15º arrondissement de Paris. Em outro post explicarei o que são os arrondissements. Um hotel bem simples, não tão próximo, porém não tão distante das atrações (andar muito em Paris de forma alguma é um desprazer). Mas eram instalações bastante confortáveis para qualquer um que só precisasse de uma cama macia e limpa e um bom chuveiro quente para antes e depois de um dia de andanças. Isso me custou pouco mais de R$ 3 mil reais (pagos no cartão para acumular mais milhas para uma próxima viagem, claro!)

viagem paris preço

A surpresa é que lá, entre presentes e alimentação (só comi besteiras, pães e frutas e evitei os cafés pega-turistas; ah, sim: e caprichava no café da manhã, incluído no preço do hotel) gastei até menos do que se estivesse em minha cidade, apesar dos custos com o metrô (compreis os tickets todos no cartão de crédito) e demais transportes e do fato de quase todas, se não todas as atrações serem pagas (entre 8 e 13 euros para entrar em qualquer coisa).

Ou seja, considerando que fui bem prudente (por exemplo, não levei câmera para fazer fotos de Paris: usei o celular), o único gasto a mais que tive neste mês (caso você seja do futuro, hehehehehe, é importante lembrar que este post está sendo escrito em 24 de agosto de 2012), o único gasto que tive a mais foi o hotel que, por sinal, foi convertido em milhas para a próxima viagem a Paris ou qualquer outra cidade do mundo que tenha um aeroporto.

Digamos que você acumule milhas, evite trocar de computador este ano e não compre aquele videogame ou outro produto do tipo, poderá viajar para Paris sem problema. Para estar por dentro de tudo, leia todos os artigos. Tenho uma lista de todos eles até agora no post Guia de Viagem Paris.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>